sábado, 13 de maio de 2017

ATENÇÃO PREFEITURA DE SANTA RITA DE CÁSSIA/BA COM SUA SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE PARA A CERCA QUE ESTÁ SENDO FEITA DEPOIS DO PARQUE DO POVO PARA IMPEDIR O ACESSO DOS BANHISTAS AOS PORTOS DAS PIRANHAS I E II - TOMEM PROVIDÊNCIAS URGENTES PARA O POVO TER LIVRE ACESSO AO BANHO NO RIO PRETO.

Por Luciano Guedes 
Editor do DRP

A Prefeitura de Santa Rita de Cássia - Bahia com sua Secretaria de Meio Ambiente têm que tomar providências urgentes para impedir a cerca que está sendo feita depois do Parque do Povo. Esse lugar sempre foi conhecido como Porto das Piranhas I - um dos melhores locais para o banho público pelos santa-ritenses e visitantes. Rio Preto acima tem mais dois portos: Piranhas II, bem próximo da I; e Piranhas III, um pouco mais distante de ambas. São portos usandos para pic-nic de escolas e grupos de jovens, churrascos familiares e entre amigos, além do banho maravilhoso no Rio Preto.

Acontece que um senhor chamado de NITINHO há alguns anos construiu uma moradia precária logo depois do Porto das Piranhas II e obstruiu a passagem para o Porto das Piranhas III. Antes os veículos podiam chegar até ao III para o pessoal armar acampamento de excursões, comtemplar as belezas naturais, tirar um momento de silêncio para acabar com o stress, etc.  Mas esse senhor tomou de conta, retirou tudo isso do povo.

OBSTRUÇÃO PARA O PORTO DAS PIRANHAS III - além disso, muitos cachorros criados por esse senhor intimidam com latidos ferozes a passagem do povo 

E agora, com esse mesmo propósito, ele está construindo uma cerca para impedir a passagem de veículos ao Porto das Piranhas II. Não vai demorar muito para ele também cercar a entrada do I - Parque do Povo. Veja nas imagens, só está faltando passar o arame, os postes de madeira já foram colocados. Perguntado por que disso, o mesmo "se declarou 'doido' e disse que os banhistas poderiam procurar os direitos ". 

Pois bem, é preciso que os poderes competentes delimite essa área e veja se esse senhor tem o direito de fazer essa cerca. Já basta a cerca que fizeram antes do Parque do Povo, impedindo o acesso público a vários portos do Rio Preto sob o pretexto de ser uma área em recuperação por causa da degradação ambiental. Maior degradação nesse rio está sendo praticada pelo Poder Público que permite esgoto e dejetos serem lançados em suas águas. O acesso livre de veículos aos portos desse braço não vai prejudicar em nada o Meio Ambiente.

Deveriam levar em consideração que todos esses portos citados estão num braço do Rio Preto que foi aberto pela mão escrava no século XIX a mando do Intendente José da Rocha Medrado para o povo ter acesso ao rio e não precisar percorrer a Ilha Grande. Esse curso d'água encontra com o Rio Preto natural próximo da ponte de cimento.

Desse jeito somente os poderosos vão poder desfrutar do banho no Rio Preto em suas chácaras e fazendas, o povo carente não terá mais direito de desfrutar dessas águas, pois estão acabando com o acesso aos portos de banho público.

Espera-se que o prefeito ROMUALDO RODRIGUES SETÚBAL mande derrubar essas cercas com as máquinas do PAC para desobstruir essa passagem do Porto das Piranhas I até o Porto das Piranhas III para o tráfego de veículos e pedestres. Tradicionalmente, esses portos são para o lazer público do povo desse Município do Vale do Rio Preto do Oeste Baiano.













2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Às vezes eu tenho a impressão que essa cidade não pertence ao Brasil. Parece uma espécie de quilombo, tamanha a falta de conhecimento e educação. O novo código florestal especifica a distância que se deve construir nas margens dos rios. Lá define o que são as Apps (área de proteção permanente ). Em rios de até 10 metros de largura a App é de 30 metros. Nessa distância nada pode ser construído muito menos ser cercado. E se foi desmatado, devem ser replantadas árvores para recompor as margens ciliares. Tem certeza que aqui tem secretaria de meio ambiente?

    ResponderExcluir